Mulheres representam mais de 60% dos casos confirmados de Covid-19 em RO, diz governo

G1, 29/04/2020 10h10

  Imprimir
 
 (Foto: Reprodução) Ampliar imagem:  (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

As mulheres representam maioria entre os casos confirmados do novo coronavírus em Rondônia. São 252 (61%) diagnósticos positivos do sexo feminino. Os outros 161 (39%) dos pacientes são do sexo masculino.

Os dados foram revelados no Boletim Epidemiológico Coronavírus, da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa). A atualização mais recente é de terça-feira (28).

Apesar da faixa etária ser mais jovem entre os diagnósticos positivos em Rondônia, o perfil das pessoas que morreram com Covid-19 no estado é de pacientes com idades acima dos 50 anos.

Sobre as idades, pacientes entre 30 a 39 anos são maioria no recorte de casos confirmados: há 108 diagnósticos nessa faixa etária. Depois vem pessoas entre 40 e 49 anos (103), 20 a 29 anos (81) e 50 a 59 anos (49).

O levantamento informa que há apenas cinco pacientes com Covid-19 que têm entre 80 e 89 anos e um com 90 anos.

O boletim mostra ainda a curva de evolução do novo coronavírus no estado. O primeiro caso da doença foi registrado em 19 de março pela Sesau, mas o Ministério da Saúde só o contabilizou no dia seguinte.

De acordo com o Estado, em 24 dias (19/3 a 12/4) Rondônia confirmou 42 casos. Mas do dia 14 de abril em diante a transmissão do vírus foi intensificada, somando até o momento 413 diagnósticos positivos em um mês e nove dias.

O governo ainda cita que na capital Porto Velho, onde concentra a maioria dos casos do novo coronavírus, o aumento no número de diagnósticos está ligado "à realização de dois eventos particulares com aglomeração de pessoas", o que possibilita a transmissão em massa da doença e, consequentemente, descumpre com a ordem estadual de calamidade pública.

Conforme análise do Fantástico com base nos dados do Ministério da Saúde, no Brasil 72% das mortes são de pessoas com mais de 60 anos, 60% eram homens, e 70% apresentavam pelo menos um fator de risco, sendo a cardiopatia a mais comum entre elas - 40% dos casos.

Até a noite de terça-feira (28), foram registradas mais de 5 mil mortes provocadas pela Covid-19 e mais de 70 mil casos confirmados da doença no Brasil.

Os dados fazem parte de um levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de Saúde, realizado desde o início da pandemia no Brasil, em março. Esses dados também alimentam o Mapa do Coronavírus, plataforma exclusiva que permite acompanhar a curva de mortes e casos de Covid-19 de todos os municípios do país.

 

     

   © Copyright 2009 | 2020    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |