PRF continua com as ações de combate ao crime em todo o estado de Rondônia

Agencia PRF, 27/03/2020 13h04

  Imprimir
 
 (Foto: Assessoria) Ampliar imagem:  (Foto: Assessoria)
Foto: Assessoria

Nessa última quarta-feira (25), no KM 118 da BR-425, Município de Guajará Mirim-RO, a PRF e o Exército Brasileiro, durante a Operação “Fronteira Fechada”, recuperaram uma motocicleta que havia sido roubada em Porto Velho-RO. Diante disso, o homem que conduzia o veículo foi preso em flagrante pelo delito de receptação, sendo apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Guajará Mirim.

Nas atividades de combate a crimes ambientais, somente em uma noite, a PRF apreendeu aproximadamente 60m³ de madeira ilegal. Na primeira ocorrência, registrada quinta-feira (26), em Guajará Mirim, foram apreendidos cerca de 15m³ de madeira serrada. O flagrante também ocorreu durante operação conjunta entre a PRF e o Exército Brasileiro. Policiais verificaram que o Documento de Origem Florestal (DOF), apresentado pelo condutor, já havia sido utilizado em 2016. Além disso, a Nota Fiscal do suposto produto estava adulterada em relação à data e ao tipo de madeira transportada. Diante dos fatos, foi constatado crime de uso de documento falso.

A segunda ocorrência, já na madrugada de sexta-feira (27), também relacionada ao crime de transporte ilegal de produto florestal, contabilizou 42,102 m³ de madeira apreendida. O flagrante aconteceu durante fiscalização realizada no Município de Ji-Paraná, no km 352 da BR-364, quando agentes de polícia perceberam divergência entre a madeira declarada no Documento de Origem Florestal (DOF) e a carga real, ou seja, foi constado que o documento apresentado era inválido, configurando assim, o crime de transporte irregular de madeira.

Além das apreensões de madeira, houve também, por volta das 23h de quinta-feira (26), a recuperação de um caminhão adulterado, no Município de Pimenta Bueno-RO, km 208 da BR-364, onde policiais, ao fazerem análise detalhada do veículo, perceberam divergências em um dos elementos identificadores. Por meio de análise minuciosa, a guarnição encontrou marcas de lixamento, caracterizando a manipulação do suporte de gravação do número do motor. Diante disso, contatou-se o crime de adulteração do sinal identificador de veículo automotor, sendo o condutor encaminho à Delegacia de Polícia Civil local para a realização dos procedimentos cabíveis.

 

     

   © Copyright 2009 | 2020    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |