Ifro anuncia que pode parar atividades em outubro desse ano, devido a bloqueio de verbas pelo MEC - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Ifro anuncia que pode parar atividades em outubro desse ano, devido a bloqueio de verbas pelo MEC

G1 RO, 08/05/2019 10h49

  Imprimir
 
 (Foto: Reprodução) Ampliar imagem:  (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

Depois da Universidade Federal de Rondônia (Unir) anunciar que corre o risco de parar suas atividades devido ao corte de 30% no orçamento pelo Ministério da Educação (MEC), foi a vez do Instituto Federal de Rondônia (Ifro) afirmar que pode paralisar as aulas em outubro desse ano.

Segundo a reitoria do Ifro, o bloqueio anunciado pelo MEC corresponde a mais de R$ 13, 5 milhões do orçamento de custeio do instituto para 2019. Com isso, o Ifro estima que o impacto real em seus cofres será de 37%.

De acordo com os cálculos da reitoria, a decisão comprometerá diretamente o pagamento das despesas obrigatórias, como água, luz, limpeza e segurança. Se o cenário se comprovar, a reitoria acredita que o Ifro não conseguirá manter suas atividades até o fim do ano.

"Se o corte continuar, a medida que o ano for passando há grande risco de paralisarmos nossas atividades em outubro", lamenta o assessor especial da reitoria, Arijoan Cavalcante.

Diante do cenário, o instituto afirma que já tomou medidas para se adaptar a nova realidade, mas lembra que elas causarão prejuízo no ensino, na pesquisa e extensão do Ifro. Entre as medidas estão o cancelamento de atividades didático-pedagógicas e suspensão de editais de pesquisa e extensão.

Conforme a reitoria, o Ifro já realiza cortes em despesas desde 2015, como a redução do quadro de pessoal terceirizado e até a aquisição de painéis solares para reduzir o valor da conta de energia elétrica.

"A gente tinha a previsão de adquirir mais painéis solares esse ano para minimizar ainda mais esse gasto, mas esse corte veio impactar negativamente. Já estavámos em um patamar que não tinha mais onde cortarmos [despesas]", lembra o assessor.

Dessa forma, a decisão do MEC, segundo a reitoria, terá efeito direto no funcionamento das 11 unidades do instituto no estado, que hoje atendem a mais de 17 mil estudantes. O Ifro conta, ainda, com mais 143 polos de Ensino à Distância (EaD).

Retorno

Segundo a reitoria, o Ifro é o segundo instituto federal de ensino mais bem avaliado no país. A média de eficiência de um instituto federal no país é de 41%, enquanto a do Ifro é de 71%. O instituto também mantém parcerias e programas de extensão aos seus estudantes e professores.

Esse fevereiro desse ano, o Ifro foi responsável por 20% dos projetos de soluções tecnológicas selecionados pela edição nacional da Campus Party, em São Paulo. Ao todo, das 41 equipes escolhidas de todo o Brasil, oito foram do Ifro.

Para tentar reverter a atual situação de austeridade, a reitoria do Ifro diz que estará em reunião, ainda esta semana, com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) e com o próprio Ministro da Educação, Abraham Weintraub, que chegou a chamar os cortes promovidos de "contingenciamento", durante uma audiência na Comissão de Educação no Senado.

Na ocasião, o ministro afirmou, ainda, que o recurso poderá voltar a ser liberado se a reforma da Previdência for aprovada e se a economia do país melhorar no segundo semestre, período em que, tanto a Unir, quanto o Ifro estimam paralisar suas atividades.

Ifro anuncia que pode parar atividades em outubro desse ano, devido a bloqueio de verbas pelo MEC

 

Ifro anuncia que pode parar atividades em outubro desse ano, devido a bloqueio de verbas pelo MEC

 

 

     

   © Copyright 2009 | 2019    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |