Mais de 110 produtores não declararam vacinação da febre aftosa no Vale do Jamari - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Mais de 110 produtores não declararam vacinação da febre aftosa no Vale do Jamari

G1 Ariquemes, 28/11/2018 18h42

  Imprimir
 
 (Foto: Reprodução) Ampliar imagem:  (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

Mais de 110 pecuaristas deixaram de comunicar a vacinação da febre aftosa nas Agências de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), de oito municípios do Vale do Jamari. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (29) pela agência do Idaron em Ariquemes (RO).

O prazo venceu no último dia 22 de novembro. Quem não declarou a vacinação será autuado pela Idaron como inadimplente.

De acordo com a agência do Idaron de Ariquemes, se for constatado que houve a vacinação na propriedade, mas produtor não declarou a vacina, será feito uma declaração do rebanho com atualização do cadastro e o pecuarista será autuado em R$ 163,02 por propriedade.

Já para os produtores que não vacinaram os animais, eles serão autuados em R$ 163,02 por animal não vacinado.

Equipes de veterinários em todos os municípios estão se direcionando às propriedades inadimplentes para verificar o ocorrido ou realizar a vacinação acompanhada. O resultado final da 45ª Campanha de Febre Aftosa deve ser divulgado no dia 14 de dezembro.

Conforme a Idaron, 112 produtores não declararam a vacinação nos oito município. Alto Paraíso e Monte Negro são os que possuem maior índice, com 29 pecuaristas inadimplentes cada.

Veja a lista completa:
Ariquemes – 20
Alto Paraíso – 29
Buritis – 11
Cacaulândia – 6
Campo Novo de Rondônia – 6
Cujubim – 8
Monte Negro – 29
Rio Crespo – 3

Segundo o veterinário da Idaron, Murilo Freitas, a previsão da agência é que o estado se torne área livre de febre aftosa sem a vacinação após 46ª Campanha de Vacinação, que acontece entre os meses de abril e maio de 2019.

"Com isso, teremos o patrimônio pecuário do estado valorizado, assim como toda a sociedade será beneficiada com outros mercados alcançados para a venda dos nossos produtos de origem animal”, destacou.

 

     

   © Copyright 2009 | 2018    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |