Fim de ano deve gerar mais de mil vagas de empregos temporários em Rondônia - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Fim de ano deve gerar mais de mil vagas de empregos temporários em Rondônia

O Observador, 01/11/2018 09h34

  Imprimir
 
 (Foto: Reprodução) Ampliar imagem:  (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio-RO) estima que sejam geradas 1.114 vagas de empregos temporários no final deste ano no estado. Neste período, as lojas começam a reforçar as equipes para as vendas de Natal e Ano Novo. Em 2017, foram contratadas 1.018 pessoas e dessas 20% ficaram nas empresas.

De acordo com o economista Silvio Persivo, existe uma expectativa que 14,9% dessas pessoas tenham o contrato de trabalho renovado ao término do período temporário, mas ele avalia abaixo do patamar histórico onde o normal de contratação seria 20%. “Esses trabalhadores que ficam são os que se destacam e os empresários acabam contratando, mas isso é uma expectativa e se a economia melhorar pode aumentar o número de contratados”, avalia Persivo.

Ainda, é esperado um aumento de 9% nas vendas de final de ano em comparação ao ano passado. “Mas nós constatamos que ainda não atende a expectativa dos empresários porque eles acreditavam que seria bem melhor”, completa Silvio.

O economista diz que as vendas deste ano devem ser melhores que em 2017, em nível nacional, onde o crescimento será 2,3%. Já no estado de Rondônia estima-se elevação de 4,3%. “Isso ignifica que a economia está retomando um aquecimento que deve ser maior no ano que vem. Ano passado, o aumento das vendas foi de 3,8% e este ano esperamos que seja ainda melhor”, diz o economista.

A contratação temporária, segundo o economista, é necessária já que as vendas sempre aumentam consideravelmente e para não perder cliente, os empresários acabam contratando novos funcionários para atender a demanda. “Normalmente, as empresas contratam pessoas pelo prazo máximo de dois meses que é quando o volume de vendas e clientes aumenta”, avalia.

Com a aproximação do final do ano, os lojistas começam a preparar promoções para atrair os clientes e aquecer as vendas ainda mais. A dica que o economista Silvio Persívo é que o consumidor pesquise em mais de uma loja antes de comprar. “Com essa pesquisa, o cliente pode achar o mesmo produto em outra loja e mais barato. Evitar levar crianças na hora de fazer as compras também ajuda a economizar e não comprar coisas desnecessárias”, finalizou.

Normalmente, os ramos de roupas, calçados e eletroeletrônicos são os mais atrativos. Mas há expectativa de que os bens de menor valor, como CDs, DVDs, livros e artesanatos ganhem destaque e atraiam os olhadores dos consumidores.

 

     

   © Copyright 2009 | 2018    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |