Coronel Marcos Rocha deverá ter apoio de mais de 60% da ALE-RO - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Coronel Marcos Rocha deverá ter apoio de mais de 60% da ALE-RO

G1 RO, 30/10/2018 09h50

  Imprimir
 
 (Foto: Reprodução) Ampliar imagem:  (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

O governador eleito de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL), deverá iniciar o dia 1º de janeiro de 2019 com maioria na Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO). Ter uma base aliada numerosa será imprescindível para que Marcos garanta governabilidade e cumprimento de promessas de campanha.

Mesmo seu partido elegendo apenas um representante, tudo indica que o peesselista terá o apoio de, pelo menos, 15 dos 24 deputados estaduais eleitos para o legislativo estadual.

“O nosso partido, o PSL, elegeu um deputado, mas já conversamos com mais 14. Acredito que todos estão comprometidos com o melhor para Rondônia, tantos os novos eleitos, quantos os reeleitos pelo povo”, afirmou o candidato eleito ao Jornal de Rondônia 1ª Edição.

Se confirmado, Marcos Rocha terá apoio de 62,5% dos deputados estaduais. No entanto, os partidos a que eles pertecem ainda não foram revelados.

No entanto, o novo governador terá que driblar uma das assembleias mais fragmentadas dos últimos anos. Marcos Rocha chega ao poder do Estado sem coligar com nenhum outro partido e com a ALE-RO tendo, a partir de 2019, 16 siglas partidárias representadas, 11 delas com apenas um representante cada.

Em 2014, a coligação vencedora, que contou com nove partidos, garantiu oito deputados estaduais de uma só vez. A base aliada do último governo conseguiu, ao longo dos quatro anos, aprovar pautas polêmicas, como a criação e extinção de 11 unidades de conservação em Rondônia.

A ALE-RO teve 50% de renovação nessa eleição e é com ela que Marcos Rocha terá que dialogar para aprovar promessas de campanha, como a redução de gastos públicos e relaxamento da leis ambientais que, segundo ele, impedem o progresso do Estado.

Confira a posição dos deputados eleitos:
Base aliada:

  • Sargento Eyder Brasil (PSL)

Ainda não definiram formalmente:

  • Lebrão (MDB)
  • Jean Oliveira (MDB)
  • Luizinho Goebel (PV)
  • Laerte Gomes (PSDB)
  • Lazinho da Fetagro (PT)
  • Alex Redano (PRB)
  • Cabo Jhony Paixão (PRB)
  • Adelino Follador (DEM)
  • Adailton Fúria (PSD)
  • Edson Martins (MDB)
  • Anderson do Singeperon (PROS)
  • Ezequiel Neiza (PTB)
  • Dr Neidson (PMN)
  • Aélcio da TV (PP)
  • Cassia dos Muletas (PODE)
  • Pastor Alex Silva (PRB)
  • Cirone da Tozzo (PODE)
  • Chiquinho (PSB)
  • Rosângela Donadon (PDT)
  • Jean Mendonça (PODE)
  • Marcelo Cruz (PTB) -
  • Ismael Crispin (PSB)
  • Jair Montes (PTC)
 

     

   © Copyright 2009 | 2018    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |