Detento fica ferido ao tentar fugir de presídio de Ariquemes - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Detento fica ferido ao tentar fugir de presídio de Ariquemes

Assessoria, 11/05/2018 11h29

  Imprimir
 
 (Foto: Assesoria) Ampliar imagem:  (Foto: Assesoria)
Foto: Assesoria

Preso de 26 anos foi atingido por disparo de arma não letal e teve ferimentos no tórax e rosto. Apenados das celas B19 e B22 conseguiram serrar as grades e tentavam fuga em massa.

Um detento de 26 anos ficou ferido ao tentar fugir do Centro de Ressocialização de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, durante um princípio de rebelião na última quinta-feira (10).

De acordo com a Polícia Militar (PM), o apenado teve ferimentos no tórax e no rosto ao ser atingido por um disparo de arma não letal. Os agentes penitenciários conseguiram controlar a ação momentos depois.

Conforme o boletim de ocorrência, todas as guarnições policiais foram solicitados para comparecer até o presídio do município, pois os detentos das celas B19 e B22 haviam serrado as grades e tentavam uma fuga em massa.

Ao chegar na unidade prisional, os militares foram informados que os agentes penitenciários conseguiram controlar o princípio de rebelião. A PM auxiliou na segurança externa das duas celas, enquanto os agentes realizavam a vistoria no interior de cada uma delas.

Segundo o chefe de segurança do presídio, o detento foi atingido por um disparo de arma não letal durante o princípio de rebelião. O apenado foi encaminhado até o Hospital Regional de Ariquemes para receber atendimento médico e se constatou que ele apresentava ferimentos no tórax e no rosto. Após se atendido, o detento foi transferido para uma unidade hospitalar de Porto Velho.

Depois de encerrar a revista nas celas, os militares retornaram até a área urbana do município. O princípio de rebelião foi registrado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Ariquemes.

Situação do presídio

O Centro de Ressocialização de Ariquemes está localizado na Linha C-75 e começou a ser feito em 2008, com previsão de ser entregue em 2010, mas após diversas paralisações, o presídio passou a entrar em atividade sete anos depois do previsto, em julho de 2017.

A obra custou R$ 10 milhões aos cofres públicos e a parte entregue possui 24 celas, para 8 presos cada. Mas segundo os agentes penitenciários, a nova unidade não possui condições de estar em funcionamento para custodiar a quantidade de presos existentes.

Segundo a direção da unidade, atualmente existem 470 detentos na unidade, sendo que o presídio tem capacidade para receber 230 presos, o que equivale a 104% de superlotação.

Fugas

Desde que foi inaugurada, a unidade prisional registrou seis fugas de presos. Ao todo, 47 detentos conseguiram fugir da unidade. Alguns dos presos foram recapturados e, inclusive, chegaram a fugir novamente.

A primeira fuga aconteceu uma semana após a inauguração, quando 11 presos escaparam após serrarem as grades. No dia 17 de agosto de 2017, outros dois presos fugiram da unidade prisional.

Em setembro, mais 15 presos conseguiram sair das celas durante a noite e fugiram do presídio. A quarta fuga de presos aconteceu na noite do dia 11 de outubro, onde quatro detentos fugiram da unidade.

Em novembro de 2017, outros sete detentos fugiram do presídio depois de serrarem as grades da cela onde estavam. E no último dia 8 de maio, oito detentos saíram da cela B2 e fugiram após pularem as três grades de proteção da unidade.

 

     

   © Copyright 2009 | 2018    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |