Proerd dobra número de estudantes atendidos e prevê ampliação de escolas participantes e - NoticiaDaki - Informação de qualidade |
Proerd dobra número de estudantes atendidos e prevê ampliação de escolas participantes e - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Proerd dobra número de estudantes atendidos e prevê ampliação de escolas participantes e

Assessoria, 13/03/2018 10h35

  Imprimir
 
 (Foto: Assessoria) Ampliar imagem:  (Foto: Assessoria)
Foto: Assessoria

 O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) atendeu 15.942 pessoas em 2017, dobrando o número de atendimentos ocorridos em 2016, que foram 6.798 pessoas. “Tudo isso foi resultado do apoio do Comando-Geral da Polícia Militar, que promoveu cursos para novos instrutores do programa, a entrega de material feita pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e o interesse das escolas em querer participar do programa”, explicou o capitão PM Antunes, coordenador estadual do Proerd.

Segundo ele, o Proerd consiste em uma ação conjunta entre o policial militar devidamente capacitado, professores especialistas, estudantes, pais e comunidade, no sentido de prevenir e reduzir o uso indevido de drogas e violência.

O Proerd é a adaptação brasileira do programa norte-americano “Drug Abuse Resistence Education (DARE)”, surgido em 1983 e que está presente em mais de 50 países. No Brasil, foi implantado em 1992, e hoje é adotado em todos os estados, contando com quatro currículos, e atendendo a educação infantil (três primeiros anos no ensino fundamental), 5º e 7º anos do Ensino Fundamental e também os pais e comunidades.

Em Rondônia o programa foi implantado no ano 2000 e já atendeu mais de 230 mil crianças e adolescentes das redes estadual, municipal e particular, além disso, capacitando pais e comunidade.

O capitão Antunes destacou que o instrutor do Proerd em conjunto com o Batalhão da PM faz a seleção das escolas que necessitam do programa. “O curso tem duração de cinco meses, sendo aplicado pelo instrutor uma vez por semana. Depois os alunos fazem uma redação explicando o que aprendeu no curso e participam da formatura com o compromisso de ficar longe das drogas e violência, além disso, de serem multiplicadores nas salas de aulas”.

Segundo ele, quando o policial está na escola fardado, ele além de ministrar as instruções do programa, atua com o policiamento ostensivo preventivo na escola, prevenindo tráfico de drogas, uso de drogas dentro das escolas e a violência.

Nas aulas do Proerd os policiais conversam também sobre bullying. Na conversa com os pais os policiais falam da importância de conversar regularmente com os filhos, ajudam eles aprenderem maneira seguras e responsáveis de lidar com as situações que enfrentam no seu dia a dia.

No ano passado, o Proerd firmou parceria com o Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas – Conen/RO, através do Projeto Conen Nota Mil que consiste em atender municípios que não tenham instrutores do Proerd ou que as escolas pedem capacitação para professores. No caso das capacitações, conforme explicou capitão Antunes, foram deslocadas equipes mistas do Proerd e Conen para fazer a capacitação dos professores de Jarú e São Francisco. “Aproveitando o período da capacitação que teve duração de uma semana, os policiais realizaram palestras nas escolas”.

O Projeto Nota Mil vai contemplar agora neste semestre o município de Costa Marques, com previsão de atender este ano mais cinco municípios.

Para 2018 o Proerd dará continuidade aos trabalhos que vem sendo feitos desde a sua implantação e tem como objetivo alcançar todas as escolas com currículo ou palestras.

 

     

   © Copyright 2009 | 2018    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |