Professora Léo segue com campanha à presidência do Sintero - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Professora Léo segue com campanha à presidência do Sintero

Rondoniagora, 26/10/2017 10h11

  Imprimir
 
 (Foto: Rondoniagora) Ampliar imagem:  (Foto: Rondoniagora)
Foto: Rondoniagora

Como candidata a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Rondônia (Sintero) pela chapa 1, a professora Lionilda Simão, mais conhecida como Léo, trabalha com o lema “Renovar com responsabilidade”, sendo a primeira chapa a lançar uma liderança de mulheres, sendo a candidata a secretária geral a professora Dioneida Castoldi.

Como candidata a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Rondônia (Sintero) pela chapa 1, a professora Lionilda Simão, mais conhecida como Léo, trabalha com o lema “Renovar com responsabilidade”, sendo a primeira chapa a lançar uma liderança de mulheres, sendo a candidata a secretária geral a professora Dioneida Castoldi.

“Pedimos, é claro que acompanhem o voto da regional que compõe a chapa, afinal quando se tem um grupo que já está no mesmo objetivo compondo a mesma chapa”, diz a candidata. Entre as 27 propostas da chapa 1, a ampliação do jurídico do Sintero, que diante da demanda de ações da categoria tem, segundo Léo, a necessidade de mais profissionais para atender o serviço de forma mais personalizada.

Outra proposta é a valorização. “A qualidade da Educação passa por três pontos importantes, que é a formação - e nisso já estamos muito bem porque a maioria já tem formação de nível superior, a qualificação - ponto que sabemos que o governo precisa oferecer mais, e o último ponto é a valorização salarial. Queremos apresentar uma política de valorização salarial para o servidor que faça valer para os próximos três anos de mandato. Temos um plano estadual de educação que já foi aprovado, mas não foi implementado”, explica a candidata.

Os incentivos são quesitos importantes para a professora, e que devem ser discutidos com a soberania da categoria, para serem apresentados ao governo. “Quando fazemos uma pós-graduação temos apenas 15% de aumento nos nossos vencimentos, já uma segunda pós não rende nada ao servidor. Se o funcionário faz um mestrado o aumento é de apenas 5%, e se faz um doutorado, também o aumento é de 5%. Percebemos com isso a falta de incentivo para que os profissionais continuem estudando. É uma distorção à qualificação”, completa Léo.

Experiente na diretoria do Sintero na Regional Café, em Cacoal, a professora se diz preparada, após 28 anos de profissão, para contribuir com a categoria à frente do Sintero. “Desde que me filiei ao sindicato tenho participado de reuniões e todas as atividades sindicais porque acredito que é através da luta da classe trabalhadora é que a gente consegue avançar”.

Léo segue com a agenda de campanha até o dia 31, viajando para o interior nesta quinta-feira (26) para visitar as escolas de Rolim de Moura, depois com programação em Cacoal, voltando para a capital em função das comemorações do dia do servidor, no sábado (28), e fechando a agenda em Vilhena.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |