PM age rápido e conduz mais de 40 pessoas - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

PM age rápido e conduz mais de 40 pessoas

Assessoria, 18/07/2017 09h52

  Imprimir
 
 (Foto: Assessoria) Ampliar imagem:  (Foto: Assessoria)
Foto: Assessoria

Na tarde deste domingo (16/07) a Fazenda Paraíso, na Linha MC07 Travessão Atalaia – em Cujubim, foi invadida. Segundo as vítimas vários elementos utilizando fardamento similar ao do Exército Brasileiro, com rostos cobertos, luvas, coturnos, coletes e fortemente armados deram início a invasão.

As vítimas relataram que foram mantidas em cárcere privados, foram algemadas e agredidas fisicamente e o tempo todo sendo ameaçadas de morte com armas de fogo, enquanto isso outras pessoas destruíam a fazenda e ateavam fogo nos bens, subtraíram mais de R$5 mil, celulares, um tablete e um quadriciclo. Por volta das 19h todas as vítimas foram liberadas, em seguida encontraram apoio e chegaram à cidade para registro de ocorrência P13761/2017.

Diante da provável inferioridade numérica, assim como a região ser em maioria de mata fechada, que facilitariam prováveis emboscadas contra as Guarnições, a Polícia Militar de Cujubim acionou reforço policial, que veio no início da manhã de segunda-feira (17/07). Com a chegada das Guarnições do GOE e Força Tática de Ariquemes, e o apoio aéreo do Núcleo de Operações Aéreas da PM-RO, formou-se um comboio policial e iniciou-se deslocamento até o local onde ocorreram os fatos, a fim de verificar a veracidade das informações.

As vias próximas de acesso à fazenda estavam com pontes parcialmente danificadas e com tratores queimados sobre elas, e vários “miguelitos” (uma espécie de cruz formada por pregos entrelaçados para furar pneus de veículos) espalhados pela estrada. Após combater estes obstáculos o comboio chegou à fazenda, o local estava totalmente destruído.

Com auxílio do Falcão 02 foi possível verificar um aglomerado de pessoas que estavam com rostos cobertos e ateavam fogo em barricadas. O comboio continuou o deslocamento, até o momento que se deparou com uma barricada de várias mulheres, algumas delas com crianças de colo, e também crianças de diversas faixas etárias e vários elementos.

Entre eles, os policiais conseguiram visualizar pelo menos três elementos com armas longas, sendo que estes iniciaram disparos contras as Guarnições. Naquele momento não foi possível revidar a injusta agressão, pois os elementos faziam as crianças de escudo humano.

Diante da situação a Polícia iniciou uma movimentação de forma ordenada e segura, vindo a ocupar posições seguras para revidar a injusta agressão. Os elementos adentram na mata fechada e continuaram a efetuar disparos, neste momento um homem utilizando-se de um rojão, acionou o referido artefato em direção as guarnições, atentando contra a vida destes.

Após cessarem as injustas agressões e verificado que nenhuma pessoa estava ferida, foi dada voz de prisão aos conduzidos e apreendidos infratores. Em seguida feita uma varredura na mata fechada, porém os elementos dos disparos e nem as armas não foram localizados, mas capsulas de diversos calibres foram encontradas, sendo elas de calibre 38, 32, 12, 20, 36 e .40.

Também localizadas várias peças de roupas camufladas, coturnos e o quadriciclo. roubado da fazenda. Diante dos fatos 48 envolvidos foram apresentados à delegacia, assim como todo o material apreendido no local do confronto. O perito plantonista realizou a perícia técnica do local.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |