Trabalhadores em educação aprovam adesão à greve geral a partir do dia 15 de março - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Trabalhadores em educação aprovam adesão à greve geral a partir do dia 15 de março

SINTERO, 08/03/2017 09h09

  Imprimir
 
 (Foto: SINTERO) Ampliar imagem:  (Foto: SINTERO)
Foto: SINTERO

Os trabalhadores em educação estaduais e os municipais de Porto Velho, em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira, dia 08/03, aprovaram a adesão da categoria à greve geral nacional, marcada para iniciar dia 15 de março.

A greve faz parte de uma mobilização nacional contra o projeto do governo federal de reforma da previdência com a previsão de retirar direitos dos trabalhadores.

Além de Porto Velho, a assembleia dos trabalhadores em educação acontece em todas as Regionais, com a finalidade de tirar o posicionamento da categoria no estado de Rondônia para esse movimento.

O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, iniciou a assembleia fazendo uma explanação sobre o projeto de reforma da previdência que tramita na Câmara dos Deputados. Com base em dados levantados por instituições conceituadas e especialistas respeitados, conclui-se que a reforma proposta pelo governo é desnecessária e penaliza os trabalhadores com o fim da aposentadoria especial de professores, o fim da diferença de tempo entre homem e mulher, e aumento do tempo de trabalho e de contribuição para todos.

Durante a assembleia ficou decidido que os trabalhadores em educação farão uma intensa campanha junto aos deputados federais para que votem contra o projeto do governo. “Vamos convidar todos os deputados federais para conversar diretamente com os trabalhadores, para que eles sintam a pressão popular e votem de acordo com a vontade daqueles que os elegeram”, disse o presidente do Sintero.

A greve terá início dia 15/03 e deverá ser mantida até a data da votação do projeto em plenário.

Na próxima semana o assunto deverá ser pauta de uma reunião de líderes dos maiores sindicatos de servidores municipais, estaduais e federais de Rondônia, além de sindicatos e organizações de trabalhadores da iniciativa privada, que também deverão fazer parte do movimento.

QUINQUÊNIO – Servidores Municipais de Porto Velho

Durante a assembleia os trabalhadores em educação municipais de Porto Velho debateram a situação do quinquênio e a greve suspensa. Eles reiteraram que a prefeitura de Porto Velho tem até o dia 15 para revogar a lei que extinguiu o quinquênio. Caso a lei não seja revogada, a greve será retomada no âmbito do município por tempo indeterminado até que a situação seja resolvida.

8 de Março – Dia Internacional da Mulher

Um grande número de mulheres participou da assembleia dos trabalhadores em educação, realizada na manhã desta quarta-feira, no Sintero. Na oportunidade foi realizado um ato público em defesa dos direitos da mulher, contra a violência, a discriminação e o preconceito sofridos pelas mulheres.

A Secretaria de Gênero e Etnia, da Diretoria Executiva do Sintero, preparou um material para divulgar orientações de como a mulher pode se defender e denunciar qualquer tipo de agressão.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |