Funcionários de loja raspam cabeça para apoiar colega com câncer - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Funcionários de loja raspam cabeça para apoiar colega com câncer

G1 Rondônia, 01/08/2016 15h40

  Imprimir
 
 (Foto: G1- Rondônia) Ampliar imagem:  (Foto: G1- Rondônia)
Foto: G1- Rondônia

Em um gesto de solidariedade, a vendedora Lorena Trevisan Vidigal, de 29 anos, ganhou força extra para lutar contra um tipo agressivo de câncer. Na última quinta-feira (28), funcionários de uma loja agropecuária de Jaru (RO), município a cerca de 290 quilômetros de Porto Velho, decidiram raspar os cabelos em prol do tratamento contra a doença. Segundo a gerência do estabelecimento, mais de 20 funcionários de toda a rede aderiram à causa para apoiar Lorena.

Há menos de um ano, Lorena descobriu um tumor benigno no colo do útero, que foi retirado após uma cirurgia. Há seis meses, depois de realizar uma segunda carga de exames, foi constatado um tumor maligno entre a coluna vertebral e o rim. Por estar bem próxima da medula óssea, a cirurgia para a retirada do nódulo não pode ser realizada.

Após iniciar o tratamento quimioterápico, Lorena passou a conviver com um grande dilema para si própria: a queda do cabelo, do qual sempre zelou. "Foi um choque muito grande, pois sempre tive o cabelo comprido e assim que iniciaram os efeitos da quimioterapia eu cortei o cabelo e o deixei em tamanho médio. Depois que passei pela segunda sessão, onde os efeitos foram mais fortes tive que raspar a cabeça, pois todos os fios já estavam caindo", comenta Lorena.

Para driblar o abatimento, devido o tratamento com seis sessões de quimioterapia, a vendedora decidiu depois de uma consulta na psicóloga continuar exercendo as suas atividades da profissão. "Se eu me ausentasse do trabalho, a minha mente ficaria inativa e desta forma ficaria bem mais abalada e ressentida com toda a situação do tratamento. Acredito que tomei a decisão certa", enfatiza.

De acordo com a gerente da loja, Adei das Graças, ao perceber em que Lorena teve que raspar a cabeça, os próprios funcionários se sensibilizaram e decidiram raspar os cabelos depois do expediente.

"Ela sempre foi muito querida por todos nós, e mesmo após a perca do cabelo, ela continuou prestativa e alegre com todos. Durante este convívio, os funcionários se reuniram para discutir a ideia com o gesto de solidariedade a ela e, ao final do expediente de quinta-feira, eles começaram a raspar as cabeças", conta.

 

Lorena (Foto: G1-Rondônia)
Lorena (Foto: G1-Rondônia)

Em uma surpresa, a vendedora relata que ao chegar no outro dia até a loja encontrou os colegas com a cabeça raspada e ficou extremamente emocionada. "Foi um sentimento de gratidão enorme. Não tenho palavras para agradecer a este grande gesto de carinho. Mas tive a certeza que não tenho apenas colegas de trabalho e sim grandes amigos que são como parte da minha família", diz Lorena.

Lorena ainda passará por outras quatro sessões de quimioterapia para concluir o tratamento, mas apesar de todo sofrimento em consequência da doença, ela percebeu que em hipótese alguma estará enfrentando esta batalha sozinha.

Ação de apoio

Segundo a gerente Adei das Graças, além da vendedora do município, a ação se mobilizou para efetuar apoio a uma funcionária do município de Ji-Paraná (RO), que também foi diagnosticada com um tipo de câncer.

A loja agropecuária de Jaru possui 72 funcionários e, até este domingo (31), 27 funcionários já rasparam a cabeça para apoiar as colegas e amiga de trabalho.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |