Vereadora pede urgência no pedido de comissão para cassar prefeito de Cacoal - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Vereadora pede urgência no pedido de comissão para cassar prefeito de Cacoal

Decom, 26/05/2015 22h56

  Imprimir
 
A Comissão é o único mecanismo legal para uma possível cassação do mandato do prefeito (Foto: Reprodução) Ampliar imagem: A Comissão é o único mecanismo legal para uma possível cassação do mandato do prefeito (Foto: Reprodução)
A Comissão é o único mecanismo legal para uma possível cassação do mandato do prefeito - Foto: Reprodução

Cascoal, Rondônia - Durante seu discurso nesta segunda feira, 25 de maio, a vereadora Maria Simões (PT)  solicitou que a mesa diretora da Câmara coloque em  votação , urgente, o pedido de abertura de Comissão Processante  contra o prefeito de Cacoal , Francesco Vialetto (PT). A Comissão é o único mecanismo legal para uma possível cassação do mandato do prefeito, pedido este protocolado na Câmara Municipal pelo movimento social “Detalhe”, porém até o presente momento, a Câmara Municipal não deliberou sobre o assunto.

   “O movimento Detalhe é uma organização social de combate à corrupção em nosso município. Seus membros  protocolaram um pedido de abertura de Comissão Processante e precisamos votar, peço urgência nisso, pois esta casa precisa dar uma resposta à altura do que nosso povo espera. Não criar uma Comissão Processante é concordar com toda esta vergonha em nosso município”, enfatizou a parlamentar.

   A parlamentar disse ainda que mesmo se a  Assessoria Jurídica da Casa sinalizar contrariamente pela abertura da Comissão Processante, a Câmara precisa votar o pedido. “Soube a pouco do parecer da Assessoria Jurídica, se manifestando contrário ao pedido do movimento Detalhe, quero deixar claro que este parecer é apenas opinativo e quem decide alguma coisa nesta casa somos nós, os vereadores eleitos pelo povo”, reforçou a parlamentar.

   Após a Sessão, Maria Simões afirmou que caso a Câmara não vote o pedido de abertura de Comissão Processante contra o Prefeito, ela mesma o apresentará. “Não queria eu apresentar este pedido, pois uma vez que eu o apresente, ficarei impedida de votar em uma possível cassação, mas caso a Câmara não aprecie o pedido feito pelo movimento Detalhe, eu mesma apresentarei”, disse a vereadora.

   O vereador Celso Adame (PDT) protocolou , durante a mesma Sessão Legislativa,  o pedido para abertura de Comissão Processante contra os vereadores envolvidos na mesma operação.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |