Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

Uma história emocionante aconteceu na vida da professora Vagneia Lima Costa, moradora do município

Diariodaki, 04/01/2015 18h12

  Imprimir
 
Ela em busca de melhores oportunidades veio para Rondônia e após anos de procura pelo irmão (Foto: Reprodução Diáriodaki) Ampliar imagem: Ela em busca de melhores oportunidades veio para Rondônia e após anos de procura pelo irmão (Foto: Reprodução Diáriodaki)
Ela em busca de melhores oportunidades veio para Rondônia e após anos de procura pelo irmão - Foto: Reprodução Diáriodaki

 Uma história emocionante aconteceu na vida da professora Vagneia Lima Costa, moradora do município de Cacaulândia, ela não conhecia seu irmão por parte de pai, e ambos moravam na Bahia. Ela em busca de melhores oportunidades veio para Rondônia e após anos de procura pelo irmão o encontrou morando na mesma cidade que mora. Acompanhe a história na holística de Vagneia.


Aconteceu comigo

...A vida é muito surpreendente, quando pensamos que já vimos um pouco de tudo, a vida se encarrega de nos mostrar que o novo e inédito pode e sempre acontece.

O mês de outubro trouxe-me momentos inesquecíveis: ruins e bons, bem nesta ordem; neste mês toda minha família pode vivenciar um acontecimento que até então tínhamos visto somente na televisão.

Durante toda minha vida, minha mãe sempre nos contava que tínhamos um irmão por parte de pai, mas que o viu poucas vezes depois de casada com meu pai, pois logo eles saíram da Bahia e foram morar em Minas Gerais e a partir daí perdeu-se contato, nasci  e  cresci  e aos 24 anos em janeiro de 2004 resolvi vim para Rondônia com expectativa  de melhoras e até mesmo uma profissão; consegui a profissão na região do B-40 na Escola Valdir Alberton, e sempre na esperança de encontrar meu irmão, neste mesmo ano minhas irmãs, mãe  e sobrinho  vieram também para Rondônia; em um determinado tempo ficamos sabendo sem muitas certezas que este irmão procurado morava também em Rondônia, mas a falta de informações sempre nos deixava a espera; neste intervalo de esperas e quase onze anos de esperas, minha tia veio também para Rondônia e parece que ajudou na esperança de encontrar o seu sobrinho e se ajuntou com minha irmã para desvendar este mistério.

Um dia em Ariquemes esta tia descobriu que seu vizinho tinha um pai que tinha o mesmo nome do meu irmão e uma história muito parecida com a história conhecida por nós, mas com um detalhe diferente; mas a compatibilidade das histórias nos acendeu a chama da esperança e muita curiosidade; foi quando minha irmã entrou em contato com meu tio que mora em Vitória e que conheceu um pouco a família da minha mãe do meu irmão na Bahia e fizera uma trocas de informações  e muitas ligações; e esta foi a fala da informante da Bahia para meu tio: “  ...  ah ele mora em Rondônia e tem três cidades próximas, uma é Jaru a outra é Ariquemes  e a outra não estou lembrando”, mas como meu tio já tinha vindo aqui em Cacaulândia ele concluiu e perguntou para ela se era Cacaulândia e ela do outro lado da linha confirmou que era esta cidade mesmo e que Ele o irmão procurado, morava e trabalhava na Escola do Cunha e nesta conversa meu tio na euforia pediu um número de telefone para entrar em contato com este irmão que ainda muito longe para nós que nada sabíamos até então. Com muita cautela e sabedoria, meu tio ligou e conversou com meu irmão e perguntou se ele queria conhecer suas irmãs, pois elas estavam a sua procura, e a resposta foi queria sim, nos conhecer. Então meu tio, mas que depressa ligou pra mim, pra minha irmã, mas não conseguia falar com a gente, então ele ligou para minha mãe contou para ela a história; mas que depressa minha mãe pediu o número do telefone dele, mas na casa dele não tinha telefone, então o número passado foi o da casa do irmão dele e na mesma euforia minha mãe ligou e conversou com a cunhada dele e a partir daí foi uma corrente de ligações e informações concretas e muitas felicidades e ansiedade para o esperado verdadeiro encontro.

Então no dia 21/10/2014 logo a pós o almoço, a família: irmãs, tia, sobrinhos e amiga da família partiram em direção ao B-80, no Cunha do Marechal, para o encontro esperado por todos; chegando lá encontramos o Procurado e esposa de saída, dizendo que estava indo para Cacaulândia para conhecer a família...

... foi algo inexplicável, é impossível explicar com palavras tal sentimento. Aquelas histórias que nos emociona na televisão acontecem na vida real.

Por: Vagneia Lima Costa

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

Família que saiu da Bahia se encontra em Cacaulândia, após anos de procura

 

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |