Exército suspende buscas por agricultor desaparecido em Monte Negro - NoticiaDaki - Informação de qualidade |

Exército suspende buscas por agricultor desaparecido em Monte Negro

G1 - RO, 08/12/2014 23h33

  Imprimir
 
Buscas foram encerradas e Polícia Civil diz que se concentrará em investigações (Foto: TV Rondonia) Ampliar imagem: Buscas foram encerradas e Polícia Civil diz que se concentrará em investigações (Foto: TV Rondonia)
Buscas foram encerradas e Polícia Civil diz que se concentrará em investigações - Foto: TV Rondonia

As três equipes de buscas da 17ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército suspenderam as buscas pelo agricultor Luiz Carlos da Silva, de 38 anos. Os militares percorreram a região no sábado (6), mas não encontraram pistas. Um papel com uma lista de nomes foi encontrada na mata e entregue a Polícia Civil. Ele está desaparecido desde o dia 28 novembro no assentamento Élcio Machado, em Monte Negro (RO), área considerada de conflito agrário pela Polícia Militar (PM).

O delegado regional, Renato Morari, explica que agora a polícia irá focar nas investigações. Esta foi a segunda busca ao agricultor. Na quarta-feira (3), uma equipe, formada pelas polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros, percorreu mais de sete quilômetros em uma mata próxima ao local do desaparecimento, mas não encontrou pistas do agricultor. "No sábado, o Exército vasculhou uma vasta extensão de mata, mas nenhum indicio foi encontrado. Somente o papel que será analisado pela autoridade policial", ressalta Morari.

Caso

De acordo com familiares, Luiz Carlos morava na zona rural de Monte Negro e há um ano e meio estava trabalhando em uma propriedade localizada no assentamento Élcio Machado. No lugar, ele teria plantações e estaria construindo uma casa.

No entanto, na última sexta-feira (28), ele saiu cedo e não voltou para casa. No assentamento foram encontrados objetos como mochila e a motocicleta do agricultor. Para pedir apoio, familiares e amigos bloquearam a BR-421, em Monte Negro, na segunda-feira (1ª). O trecho só foi liberado após 14 horas, quando a Polícia Civil se comprometeu a fazer uma operação de busca, juntamente com a PM e Corpo de Bombeiros.

 

     

   © Copyright 2009 | 2017    Política de privacidade     Fale conosco  |   Anuncie conosco  |